segunda-feira, 1 de junho de 2009

O FALAR CRISTÃO

“Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para promover a edificação, para que dê graça aos que a ouvem.” Ef 4:29

“Mas a prostituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convém a santos; nem torpezas, nem parvoíces (conversas tolas), nem chocarrices, que não convêm; mas antes, ações de graças.” Ef 5:3-4

“Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca.” Cl 3:8

Segundo as Escrituras Sagradas, todo aquele que com a boca confessa a Jesus como seu Salvador, e com o coração crê para a salvação, é feito nova criatura, passando por uma transformação total em seu ser.

Transforma-se a mente, e as coisas antigas dão lugar às novas. Afinal, vinho novo não pode ser colocado em odres velhos, muito menos remendo de pano novo em veste velha (Mc 2:21-22). Velhos hábitos ruins não cabem em uma nova vida.

Isto implica, também, em mudança no nosso falar. Alguém que renasceu em Cristo não pode ficar preso à linguagem corrosiva que antes cultivava, porém deve passar a ser um canal através do qual Deus manifestará a Sua Graça aos que ainda não foram alcançados e também àqueles que já O conhecem e O amam.

O tempo todo estamos nos comunicando com as pessoas, e o principal meio empregado são nossas palavras. Portanto, é necessário estar sempre vigilantes quanto ao que nossos lábios falam, pois através de palavras podemos edificar ou destruir.

Segundo o ensino de Paulo, apóstolo de Cristo, o falar cristão deve estar livre de alguns vícios altamente destrutivos:

a) palavras torpes – no original grego, o termo traduzido por torpe é sapros, que era comumente empregado com o significado de estragado, podre, decadente, muito utilizado em relação a peixes, carnes, frutas e outros alimentos. Figuradamente, esse termo representa o que é decadente, imoral, prejudicial, danoso, vergonhoso, indecente, nojento, repugnante.

Palavras torpes são aquelas capazes de provocar mal-estar aos outros, fazer com que as pessoas se sintam desconfortáveis e ansiosas por deixar o local, ferir a auto-estima alheia, ofender, humilhar, desanimar etc.
Os palavrões são exemplos bem claros de palavras torpes. Brincadeiras capazes de provocar humilhação, às vezes até mesmo sem intenção, também se enquadram nessa categoria e devem ser evitadas.

Proferir julgamentos contra nossos irmãos é uma forma de torpeza, visto que, quando o fazemos, estamos não apenas usurpando uma prerrogativa que pertence somente a Deus, mas estamos nos colocando em situação de superioridade em relação à pessoa a quem julgamos e provocando redução de sua auto-estima, que pode resultar em conseqüências muito graves.

De nossos lábios não devem sair palavras de julgamento, críticas, murmuração, xingamento, maldição, maledicência, depreciação, fofocas, mentiras. Antes, nossa língua deve proferir palavras de exortação, estímulo, gratidão, elogios sinceros, bênção, e tudo o mais que for bom, agradável e edificante.

Paulo é bem claro quanto a isto, ao afirmar que de nossa boca deve sair palavra para edificação, a fim de transmitir graça aos que ouvem.

b) parvoíces: em algumas versões, em vez de parvoíces consta palavras vãs ou conversas tolas. Segundo o dicionário bíblico, significa tolice, cretinice, estupidez. Essas palavras também significam asneira, besteira.

“Não usem palavras indecentes, nem digam coisas tolas ou sujas, pois isso não convém a vocês. Pelo contrário, digam palavras de gratidão.” Ef 5:4, NTLH.
Um cristão não deve andar em conversas tolas, visto que a Palavra de Deus é fonte de sabedoria, e o Espírito Santo nos leva ao proceder sábio.
No versículo 6 do capítulo 5 de Efésios, Paulo fala que “ninguém vos engane com palavras vãs, porque, por essas coisas, vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência”. O que vêm a ser essas palavras vãs?

Palavras vãs – Por incrível que pareça, ainda há pessoas que vivem como se Deus não existisse, ou não levam em conta a Sua existência. Trata-se de uma atitude que restringe a vida ao presente, pois não há pensamento sobre o futuro, não se espera que haja uma vida após a morte. Mas isso não é algo que ocorre apenas nos dias atuais, pois desde tempos antigos é algo relativamente frequente. Nos dias de Paulo havia pessoas desse tipo perturbando a Igreja. Entretanto, quem atenta para visão bíblica da vida percebe que a história se move em direção a um ponto final, quando todo ser humano haverá de estar diante de Deus para responder por seus atos (II Cor. 5:10; Hb. 9:27). Enfatizando a responsabilidade final do homem perante Deus, Paulo adverte que tão certamente quanto o amor de Deus se manifestou para a salvação da humanidade, com toda certeza "vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência" (Ef. 5:6). A ira divina é o juízo contra todo o mal e pecado, e contra aqueles que praticam tais coisas. Levando em conta a certeza do julgamento, Paulo advertiu aos crentes: "Não sejais participantes com eles" (v. 7). Indaga-se, então: participantes com quem? O verso 6 se refere aos que falam "palavras vãs". Eram falsos mestres que tinham suas mentes ainda impregnadas de filosofias pagãs, negando a realidade do pecado e do juízo final para aquele pecado. Paulo, então, orienta energicamente para que os crentes se afastem dessas pessoas e das suas filosofias, pois elas se opõem à verdade como é em Jesus. O apóstolo manifesta verdadeiro horror aos seus falsos ensinos e chama esses homens como "filhos da desobediência", sobre quem cairá "a ira de Deus" (v. 6). Ainda, Paulo adverte os cristãos no sentido de que, entre eles, não haja sequer sugestão, pensamento ou piada a respeito desses pecados.

c) chocarrices – chocarrice, segundo os dicionários, inclusive o bíblico, significa gracejo atrevido ou petulante, grosseiro; gozação; caçoada; piada com conteúdo pesado; palavra que choca.

Cristãos não devem andar a falar coisas grosseiras, fazendo piadas de mau gosto, com gracinhas atrevidas e muitas vezes grosseiras.

Paulo diz: “a vossa palavra seja sempre agradável, temperada com sal, para que saibais como vos convém responder a cada um” (Cl 4:6).

A murmuração é um câncer, que corrói não apenas a pessoa que murmura, mas também afeta o próximo.

Em Êxodo 16:3 (“E os filhos de Israel disseram-lhes: Quem dera tivéssemos morrido por mão do SENHOR na terra do Egito, quando estávamos sentados junto às panelas de carne, quando comíamos pão até fartar! Porque nos tendes trazido a este deserto, para matardes de fome a toda esta multidão”), vemos o povo de Deus murmurando. De seus lábios, antes de saírem palavras de gratidão, saiam palavras de reclamação.

Nossa boca deve expressar nossa gratidão a Deus por tudo o que Ele nos dá. Pela nossa casa, pela família, pelo trabalho, pela saúde, pelas tribulações que nos fazem crescer e amadurecer etc.

Tiago nos exorta a fazer bom uso de nossa língua, proferindo palavras de bênção, e não de maldição, e procurando refrear a língua, pois assim como ela pode edificar, também tem enorme poder destruidor (Tg 3:1-12).

As palavras devem ser usadas com ponderação, em todas as ocasiões, seja no nosso lar, no trabalho, na comunidade evangélica, no ambiente escolar, em momentos de lazer, etc.

Muitas famílias são destruídas porque as pessoas não refreiam suas línguas, e não refletem antes de proferirem alguma palavra. Assim, cônjuges se ofendem mutuamente, se desvalorizam um ao outro; pais amaldiçoam filhos, mesmo sem querer e sem saber, ao atribuírem a eles algum tipo de característica negativa.

Sigamos o que diz Salomão: “Na multidão de palavras não falta pecado, mas o que modera os seus lábios é sábio.” (Pv 10:19)

“As palavras suaves são favos de mel, doces para a alma, e saúde para os ossos.” (Pv 16:24)

Que sejamos legítimos canais de bênçãos e da Graça de Deus ao nosso próximo, através das palavras que saem de nossos lábios.

José Vicente Ferreira
Igreja Presbiteriana de Porecatu
06.10.2007

Materiais de apoio:
- Dicionário Bíblico – www.bibliaonline.net
- Bíblia de Estudo de Genebra
- Bíblia Nova Tradução na Linguagem de Hoje

16 comentários:

  1. concordo com o q o senhor ennsinou com relação a estexto de Efésios cap 5. é isso mesmo q Deus continue lhe abençoando..

    ResponderExcluir
  2. oh GLÓRIA!QUE DEUS SEJA LOUVADO E QUE O SENHOR CONTINUE FALANDO MAIS SOBRE ESSES ENSINAMENTOS!.
    PARAÉNS!!!CONCORDO PLANAMENTE, SEMPRE PENSEI,MESMO SEM TER CERTEZA DO QUE SIGNIFICAVA, QUE PIADAS COM FALTA DE PUDOR, CRÍTICAS DESTRUTIVAS, BAGUNCINHAS ESTRAVAGANTES, FOSSEM DESAGRADÁVEIS AO SENHOR E QUE NÃO FOSSEM ATITUDES DE VERDADEIROS SALVSO, O QUE FALTA NAS IGREJAS É UM MELHOR ESCLARECIMENTO SOBRE ESTAS COISAS IMPORTANTÍSSIMAS, POIS MUITOS ESTÃO MORRENDO ESPIRITUALMENTE, EXATAMENTE, POR ESTAS MÁS COISAS QUE EXISTEM E SÃO IGNORADAS.

    ResponderExcluir
  3. MUITO BOM QUE DEUS CONTINUE DANDO FORÇA E SABEDORIA PARA ESTE SERVO DEUS TE ABENÇOE E TE ILUMINE SEMPRE , A PAZ DO SENHOR!!!!

    ResponderExcluir
  4. OS TEXTOS ORIGINAIS DA ESCRITURA NÃO ERA O GREGO, POIS JESUS NÃO FALAVA GREGO!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi Jesus quem falou esta palavra no Livro de Efésios, foi Paulo!

      Excluir
  5. Muito edificante este texto, amado, que Deus continue te iluminando!

    ResponderExcluir
  6. Grande ensino para aqueles que querem ser uma nova criatura no Senhor.
    parabéns pela palavra querido, que Deus continue lhe usando nesse plano de edificação... obrigado

    ResponderExcluir
  7. Com relação ao comentário do leitor feito em 27.07.2011, de que os textos originais da Escritura não eram em grego, sinto dizer que está equivocado. Os textos do Antigo Testamento foram escritos em hebraico, com pequenos trechos em aramaico; o Novo Testamento foi todo escrito em grego. Basta uma simples pesquisa na internet, acessível a quase todos atualmente, e isso pode ser confirmado. Também através de livros sobre o tema é fácil saber isso. Jesus falava o aramaico, o hebraico, o grego e todas as línguas que Ele quisesse, pois Ele é Deus. O idioma mais falado naquela época, no território onde Jesus e seus discípulos viviam, era o grego. Falava-se também o latim, língua do império romano. O aramaico era uma língua derivada do hebraico e era falado pelos judeus, dentre eles Jesus. Mas, como é sabido por quem tem o interesse em pesquisar, repito, o Novo Testamento foi escrito em grego.
    Agradeço pelos comentários e pelas visitas ao blog.

    ResponderExcluir
  8. esse estudo é uma perola de fato uma benção glorias a DEUS

    ResponderExcluir
  9. AMEI VÍRGULA APÓS VÍRGULA, TODO O CONTEÚDO ESCRITO PELO AMADO IRMÃO EM CRISTO, JOSÉ VICENTE FERREIRA. SINTO-ME EXTREMAMENTE ORGULHOSO, APESAR DE SER DE OUTRA DENOMINAÇÃO, POIS SOU DA ASSEMBLÉIA DE DEUS (MAS SEI QUE NO CÉU NÃO HAVERÁ PLACAS DE IGREJAS), EM FAZER PARTE DA FAMÍLIA CRISTÃ, DOS SALVOS EM CRISTO JESUS E TER COMO IRMÃO O MEU AMADO JOSÉ VICENTE FERREIRA. NUNCA LI ALGO TÃO ESCLARECEDOR, TÃO RICO EM PALAVRAS E TÃO ALCANÇÁVEL A TODOS OS CRISTÃOS SENSÍVEIS AOS ENSINAMENTOS DO ESPÍRITO SANTO. OBRIGADO DEUS, POR CONTINUARES USANDO INSTRUMENTOS TÃO VALIOSOS E VASOS TÃO RELUZENTES E CHEIOS DE AZEITE!
    PARABÉNS IRMÃO JOSE VICENTE FERREIRA! NUNCA ENTERRE SEUS TALENTOS! CONTINUE PESQUISANDO, ESTUDANDO E DISTRIBUINDO PARA NÓS QUE SEMPRE ESTAREMOS APTOS E ÁVIDOS AOS SEUS ESCRITOS. FIQUE NA PAZ DO SENHOR! ESTAREI A PARTIR DESTE MOMENTO ADICIONANDO COMO MEU FAVORITO O SEU PORTAL, PARA QUE EU POSSA SEMPRE ESTAR ME EDIFICANDO COM SUAS PALAVRAS. UM ABRAÇO! Irmão Marcelo Moura.

    ResponderExcluir
  10. Ótimo ensino, como diz em efésios cap 5 v.3: ;mas a postituição, e toda a impureza ou avareza, nem ainda se nomeie entre vós, como convén aos santos;

    e logo adiante no v. 18: (após a virgula), Mas enchei-vos do Espirito;
    É o que está faltando nas igrejas hj em dia, crentes que precisam encher-se do Espirito. Que Deus abençoe a todos.

    ResponderExcluir
  11. Está escrito: a boca fala do que está cheio o coração. Queridos irmãos vigiemos, portanto quanto ao nosso falar. O cristão deve ser abençoador, exortar o irmão , quando necessário levar palavras que possam edificar a vida das pessoas em geral, e principalmente falar sempre de maneira agradável e amorosa do Evangelho nunca esquecendo que nosso Senhor e Salvador é manso e humilde, abra a tua boca para perdoar,abençoar e agradecer tudo quanto Deus já fez e ainda vai fazer por nós. Deus abençoe poderosamente a vida de todos!

    ResponderExcluir
  12. Gostei muitíssimo de tudo o que li, isso, e muito mais é o que precisamos aprender para viver em santidade de vida, como o SENHOR requer de nós, servos lavados pelo sangue do Cordeiro! Isso é o que também precisa ser pregado nos púlpitos e não coisas da velha aliança, do tempo da lei, pois" não estamos debaixo da lei, mas debaixo da graça", segundo Romanos 6:14 AMÉM?

    ResponderExcluir
  13. ALGUN CONHECIDO OU DESCONHECIDO DIZ: NOSSA QUE CALOR INFERNAL ! OUTRO DIZ DROGA TÁ CHOVENDO ! FALO A ELAS SOLENEMENTE GRAÇAS A DEUS !ALGUMAS PARARAM CHEGO ATÉ FAZER ISTORINHA -ANJO DO TEMPO QUE TEMOS? -MANDAMOS CALOR RECLAMARAM E DA CHUVA TAMBEM SENHOR AINDA NÄO MANDAMOS ENCHENTE FURACÄO TERREMOTO. TISUNAME TEMPESTADES COM RAIOS -QUANDO ENVIAMOS ESTES ELES SÃO AFLIGIDOS MAS FICAM MAIS FRATERNOS E FAZEM ORAÇOES. ALGUNS TORNAM SE MELHORES. -MANDE TODOS SOBRE OS MURMURADORES

    ResponderExcluir